Autoridades dos três países criam Observatório Trinacional

 

Em ação de integração, autoridades do Brasil, Paraguai e Argentina assinaram, ontem (08), um protocolo de intenções para a criação do Observatório Trinacional de Turismo do Iguassu. Na ocasião, representantes das entidades dos três países destacaram que o observatório será responsável por nortear futuras ações conjuntas para o fortalecimento do turismo na fronteira.

 

Estiveram presentes representantes da Itaipu, do Brasil e Paraguai, Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), também de ambos os países, Ministério do Turismo da Argentina, Secretaria Nacional de Turismo do Paraguai, Prefeituras de Foz do Iguaçu, Ciudad Del Este (PY) e Puerto Iguazu (AR), Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Economico e Social de Foz do Iguaçu), Codeleste (Ciudad Del Este) e Codespi (Pueto Iguazu), Sebrae, Consulado Brasileiro na Argentina, Paraná Turismo, Iguassu Convention Visitors e Bureau (ICVB), nos lados brasileiro e paraguaio, Instituto Polo Iguassu, Unioeste, UDC, integrantes dos observatórios sociais do Brasil e Paraguai e empresários dos três países.

 

O novo observatório vai trabalhar com foco na promoção de estatísticas de monitoramento do turismo, realização de pesquisa aplicada, desenvolvimento de novas tecnologias e o incentivo a novos empreendimentos turísticos na região trinacional.

 

A partir deste trabalho, será possível que os três destinos (Foz do Iguaçu, Ciudad Del Este e Puerto Iguazu) aumentem a competitividade com outras cidades na captação de mais turistas e, principalmente, desenvolva estratégias para despertar o interesse de novos investidores no setor, gerando o crescimento econômico da região turística trinacional.

 

“ O Observatório de Turismo Trinacional vai permitir fazermos uma melhor gestão do conhecimento e das informações, para agregarmos inteligência competitiva ao Destino Iguaçu. Com isso, vamos qualificar as ações de planejamento estratégico para atrair mais turistas e investimentos”, afirma Gilmar Piolla, que representou o prefeito Chico Brasileiro no ato.

 

Jaime Nascimento, presidente do ICVB de Foz, e representando o PTI Brasil no ato, também avaliou como fundamental o trabalho do órgão. “O observatório é uma ferramenta de extrema importância para movimentar o turismo com estratégias pontuais e com resultados eficientes”, observou.

 

O diretor da Área Internacional do Ministério do Turismo da Argentina, Ivan Piedrabuena, também acredita que a união das entidades do setor público e privado “vai trazer o crescimento da região e o Ministério do Turismo dará total apoio ao trabalho realizado pelo Observatório Trinacional”, disse.

 

A diretora do observatório turístico da Secretaria Nacional de Turismo do Paraguai, Ingrid Molas, ressaltou que as três cidades formam um destino turístico forte e que “ o trabalho do órgão, sem priorizar um ou outro país, vai ser fundamental para alavancar a economia da região, impulsionando a economia nos três países”.

 

O diretor do Instituto Polo Iguassu, Jaime Mendes, destacou que a criação do Observatório Trinacional de Turismo do Iguassu é uma iniciativa única inédita no mundo.

 

“O Polo sempre incentivou a criação de um observatório de caráter trinacional, entendemos que a nossa região deve trabalhar de forma integrada. Este  observatório trinacional é único no mundo e com certeza irá gerar resultados que tornarão a região referência no turismo”, avaliou.

 

O órgão terá uma equipe base formado por bolsistas, além de voluntários e parceiros do projeto. Este grupo será responsável pelo levantamento e sistematização das informações e de estímulo a criação de uma rede de pesquisadores nos três países.

 

A formalização do Observatório, conta com apoio do Ministério do Turismo do Brasil, que no ano de 2013 firmou um Protocolo de Intenções com o Município para implementar ações conjuntas para gerar maior competitividade do setor, assim como a sustentabilidade do destino.

 

Foto - Kiko Sierich