Observatório de Turismo de Foz amplia sua representatividade 01.04.2019

Observatório de Turismo de Foz amplia sua representatividade

Conselho Municipal de Turismo assume o papel de gestor estratégico dessa ferramenta e garante maior participação das entidades.

 

A elaboração e a implantação de políticas públicas para o turismo são mais efetivas quando utilizam dados precisos, sistematizados e analisados. Essa demanda será atendida pelo Observatório de Turismo de Foz do Iguaçu, que acaba de ser ampliado. 
 
O Conselho Municipal de Turismo (Comtur) assumiu o papel de gestor estratégico dessa ferramenta. Automaticamente, todas as instituições representadas no colegiado passam a integrar o observatório, que é fortalecido com maior participação. 
 
O novo modelo de governança do Observatório de Turismo foi aprovado na última sessão ordinária do Comtur. Sua estrutura principal reúne ainda as áreas de gestão técnica e as instituições financiadoras e colaboradoras. 
 
Paritário, o grupo técnico é formado por representantes do Instituto Polo Iguassu e da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos. Tem a função de organizar e planejar as atividades e o funcionamento do observatório.
 
Presidente do Comtur, Carlos Silva informou que a implantação do observatório vem sendo edificada nos últimos anos. Agora a estrutura ganhou maior amplitude com a participação de todos os conselheiros de turismo, aumentando a abrangência do seu trabalho.
 
“É uma ferramenta imprescindível, inclusive aprovada em lei municipal, para identificar demandas e promover pesquisas focadas no turismo”, expôs Carlos Silva. “Com a união das instituições, o observatório se fortalece para ajudar no desenvolvimento turístico.”
 
Gestão compartilhada 
Coordenadora de pesquisa do Instituto Polo Iguassu, Andressa Szekut explicou que começa a ser elaborado um plano de trabalho para ser apresentado à plenária do Comtur. Serão estabelecidas as demandas e prioridades do segmento turístico iguaçuense. 
 
“O Observatório de Turismo atua hoje com pesquisas feitas pela Secretaria de Turismo de Foz e a Paraná Turismo. Com o modelo de governança aprovado, o objetivo é fazer com que todo o trade se envolva e ajude a desenvolver o observatório”, apontou Andressa. 
 
Segundo ela, grandes destinos turísticos do mundo, como Barcelona, Buenos Aires e São Paulo, mantêm observatórios para fomentar o setor. Essa ferramenta é preconizada pelo Plano Nacional de Turismo e por organismos internacionais. 
 
Tomada de decisões 
No Comtur, Yuri Benites, gerente-geral do Complexo Turístico Itaipu, gerido pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI), fez um resgate do trabalho conjunto do trade iguaçuense para a consolidação do observatório. Ele também ressaltou a importância dessa ferramenta. 
 
“Com esse modelo de governança, o Observatório do Turismo passa a ser construído por todos os membros do Comtur. Essa ferramenta reúne dados que auxiliam na tomada de decisões, especialmente quanto a políticas públicas”, ponderou Yuri. 
 
Outras pautas
Durante a reunião do Comtur, na quinta-feira, 28, a empresária Thais Morales detalhou o projeto Turismo Pet, que propõe uma ação conjunta entre o poder público e a iniciativa privada. A ideia é estimular a criação de espaços e serviços para os cães que acompanham os turistas nas visitas a Foz do Iguaçu.
 
Vice-presidente do Comtur e presidente do Singtur, Licério Santos reportou aos conselheiros as demandas por segurança na região da Vila Portes e Jardim Jupira. Ele informou os encaminhamentos que estão sendo adotados para a resolução do problema. 
 
A coordenadora do Festival de Turismo das Cataratas, Daniele Higashi, divulgou o evento e os resultados da última edição, convidando os conselheiros para a programação. O festival, um dos maiores do Mercosul, será de 12 a 14 de junho, no Rafain Palace Hotel. 
 
Gestores do Senac e do Sesc, Lúcio Chrestenzen e Oziel de Souza e Silva fizeram um balanço das ações das duas instituições, enfatizando a qualificação profissional. Eles demonstraram preocupação com eventual redução de recursos para as entidades do chamado Sistema S. 
 
O capitão Edson Dal Pozzo pediu apoio ao Comtur para o projeto Oficina-Escola, do 14º Batalhão de Polícia Militar. A proposta é capacitar jovens em condições de vulnerabilidade social e reduzir o percentual de indisponibilidade de viaturas policiais que estejam danificadas ou precisem de manutenção. 
 
Representante do deputado Vermelho (PSD), Sérgio Beltrame relatou que o parlamentar, a pedido do Comtur, é a favor da medida que acaba com a exigência de visto para a entrada no Brasil de turistas dos Estados Unidos. A Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, da qual Vermelho faz parte, fará um seminário no Festival das Cataratas.
 
Fotos: Marcos Labanca
Mais Notícias
Parceria
FOZ DO IGUAÇU DESTINO DO MUNDO | Política de privacidade | Desenvolvido com Drupal 6.1 | +55 45 2105-8120 IMAM