Governadora confirma início das obras do Viaduto Costa e Silva 17.09.2018

Governadora confirma início das obras do Viaduto Costa e Silva

O investimento será de R$ 15,8 milhões, quase R$ 5 milhões a menos do que o valor estimado na licitação realizada pelo Estado.

 

O início da esperada obra do viaduto da Avenida Costa e Silva, em Foz do Iguaçu é uma questão de dias, afirmou a governadora Cida Borghetti , neste domingo (16), em café da manhã com cerca de 400 mulheres. Ao lado do deputado federal Alex Canziani, e da primeira-dama da cidade, Rosa Maria Jeronymo Lima, Cida anunciou a homologação da licitação da obra. Nos próximos dias a empresa depositará a caução e apresentará o plano de trabalho para a assinatura do contrato.

O investimento será de R$ 15,8 milhões, o teto do edital era R$ 20 milhões e a empresa vencedora ofereceu um desconto de 20% no valor final.
“Agora é uma questão de dias para que as máquinas possam chegar e começar a tão sonhada obra que vai mudar a vida da cidade”, disse Cida.

O viaduto irá eliminar engarrafamentos e aumentar a segurança em um dos principais acessos da cidade. A BR 277 será elevada, permitindo que embaixo dela seja construída uma rotatória, o que possibilitará separar o trânsito da rodovia do urbano. “A população espera há mais de 20 anos por esse viaduto. Além de segurança ele contribuirá com o desenvolvimento de Foz do Iguaçu, essa cidade referência mundial em turismo”, afirmou Cida.

Mais obras

Os trâmites para que a segunda ponte Brasil- Paraguai, por Foz do Iguaçu, seja de fato construída também estão bem evoluídos, informou Cida. Na semana passada, a governadora reuniu-se com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benite e com ministros de estado para discutir os projetos da obra. A princípio a construção da nova ponte será de responsabilidade da Itaipu Binacional, aproveitando a licitação realizada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnite). A obra está estimada em 70 milhões de dólares.

A Ponte da Amizade ficará exclusiva para pedestres e turistas. A segunda ponte receberá o tráfego pesado e dará mais mobilidade ao escoamento da produção.
“A segunda ponte é fundamental para ambos os países. Há mais de 50 anos dependemos da Ponte da Amizade para servir à população e ela não suporta mais o trânsito de pedestres, turistas e caminhões. Precisamos urgente resolver essa situação, mas acredito que dentro de pouco tempo ela se torne realidade”, declarou Cida.

 

Mais Notícias
Parceria
FOZ DO IGUAÇU DESTINO DO MUNDO | Política de privacidade | Desenvolvido com Drupal 6.1 | +55 45 2105-8120 IMAM